Cesar Maia – O Mentor do Mau Gosto

Bela decisão, a de São Paulo, proibindo os outdoors que enfeiam tudo, muito!

Diante da iniciativa, Cesar Maia afirma que no Rio de Janeiro a beleza natural e os outdoors têm “sinergia”.

Horrorosos outdoors, cada dia maiores, já ultrapassando os limites dos canteiros centrais até o limite das pistas em alguns lugares, luminosos que parecem conectados à rede pública de iluminação cuja conta é paga pelos cidadãos (alô, alô, Ministério Público). Agora já sabemos que o próprio prefeito é mentor e comparsa do mau gosto.

Esperemos que motoristas comecem a processar a prefeitura por acidentes em pistas de alta velocidade, nas quais os outdoors distraem a atenção e são mais abundantes do que a já péssima sinalização de trânsito.

Publicado por

Luiz Prado

Quando estudante de Economia, já no segundo ano da faculdade, caiu-me nas mãos o relatório Limites para o Crescimento, encomendado pelo Clube de Roma ao MIT. Para quem não sabe, o Clube de Roma era um encontro anual de dirigenes de grandes corporações para dividir mercados. No período anterior, Agnelli propôs que discutissem, também, fontes de suprimento de matérias-primas. Como não tinham as informações, encomendaram o estudo sobre o tema ao MIT. Limites para o crescimento era algo impensável na teoria econômia! - e os economistas ainda continuam medindo o mundo pelo tal crescimento do PIB! Daí para apaixonar-me por recursos naturais foi um pulo. E passei a vida trabalhando sobre o tema.

Um comentário em “Cesar Maia – O Mentor do Mau Gosto”

  1. Bom, agora que já sabemos que o nosso querido prefeito acha bonita essa “sinergia” (será que ele sabe o significado dessa palavra??), podemos instalar um bem em frente à casa dele. Vai ficar muito bonito um enorme outdoor bem em frente à praia de São Conrado, onde é à sua humilde residência, de preferência fechando a vista dele da praia. Afinal, com os novo “projeto” (se é que se pode denominar assim) Rio-Orla, estão passando a ser permitidos anúncios na orla da praia, onde eram proibidos, com quiosques “modernosos” com os anúncios dos “patrocinadores” bem visível.Â

O que você pensa a respeito?