O Rap do “Orgânico e Sustentável” – Mas Sem Reserva Legal ou APP

Para quem ainda acredita no slogan que dá $ e até uns votinhos – “sustentável” – e no que já foi bom – “orgânico” – mas aos poucos foi absorvido pela grande produção de laticínios dos muito ricos que ditam regras para os periféricos (como faz a Inglaterra com o Brasil), vale dar uma olhada numa divertidíssima publicidade de yogurt “orgânico e sustentável” , sem reserva legal ou area de preservação permanente, é claro, porque lá ninguém é tão otário a ponto de falar nessas coisas.

No princípio, as vaquinhas até aparecem se alimentando num pasto ralo, mas depois elas vão mesmo é para o seu estábulo estilo “operação de alimentação concentrada” (como dizem os norte-americanos, com maior sinceridade).

Essa publicidade para atrair a juventude para os slogans “ambientalistas” pode ser assistida em Orgânico e Sustentável.

Fora o que, é morno quase frio o debate na Inglaterra sobre a decisão do governo de privatizar as já minguadas reservas florestais do país.  A justificativa é a necessidade de enfrentar a crise financeira que já atingiu a Irlanda, está sendo mantida nos bastidores em Portugal (para dar a impressão de que abandonar o Euro foi um ato de coragem do governo), e da qual a Inglaterra não está conseguindo escapar (sem colônias, fica bem mais difícil manter os antes exuberantes padrões de consumo).

Publicado por

Luiz Prado

Quando estudante de Economia, já no segundo ano da faculdade, caiu-me nas mãos o relatório Limites para o Crescimento, encomendado pelo Clube de Roma ao MIT. Para quem não sabe, o Clube de Roma era um encontro anual de dirigenes de grandes corporações para dividir mercados. No período anterior, Agnelli propôs que discutissem, também, fontes de suprimento de matérias-primas. Como não tinham as informações, encomendaram o estudo sobre o tema ao MIT. Limites para o crescimento era algo impensável na teoria econômia! - e os economistas ainda continuam medindo o mundo pelo tal crescimento do PIB! Daí para apaixonar-me por recursos naturais foi um pulo. E passei a vida trabalhando sobre o tema.

O que você pensa a respeito?