Coréia do Sul contém o Coronavirus com inteligência e foco na prevenção


-- Download Coréia do Sul contém o Coronavirus com inteligência e foco na prevenção as PDF --


A Coréia do Sul tem sido citada como um caso de sucesso total na contenção da pandemia pelo coronavírus 19 só com inteligência e prevenção.

De fato, assim que saíram os primeiros artigos de pesquisadores chineses – aos quais todos os cientistas tiveram acesso -, a Coréia do Sul investiu massivamente na produção de kits para a detecção de pessoas contaminadas antes mesmo de que elas apresentassem os primeiros sintomas.

Nenhuma empresa – grande ou pequena – foi fechada, nenhuma atividade paralisada, não houve essa quarentena generalizada e nem pânico.  Apenas amostragens estatísticas bem feitas e rápido isolamento das pessoas cujos testes eram positivos.

Assim, a Coréia chegou a aplicar em dois dias mais testes do que os EUA aplicaram em um mês inteiro.  E continua.  Vencerá a pandemia sem prejuízos sociais e econômicos, com grande aumento da confiança da população em suas instituições.03

Aqui os dados da evolução d disseminação do vírus até o dia 20/3/2020.

Já é sabido, nos meios médicos, que 85% ou mais das ocorrências resultam da transmissão por pessoas ainda assintomáticas.

Já é hora do governo brasileiro – incluindo os estados – e a iniciativa privada dar início a um verdadeiro esforço de guerra, pedir apoio à iniciativa privada que perderá imensamente com o adiamento das soluções, e usar, por exemplo, os laboratórios das universidades federais ou os próprios laboratórios privados para produzir os kits de detecção e aplicá-los antes mesmo que os pacientes se dirijam aos sistema de saúde.  A iniciativa privada pode e deve contribuir com recursos financeiros e humanos, desde a produção até a utilização dos kits.

 

Publicado por

Luiz Prado

Quando estudante de Economia, já no segundo ano da faculdade, caiu-me nas mãos o relatório Limites para o Crescimento, encomendado pelo Clube de Roma ao MIT. Para quem não sabe, o Clube de Roma era um encontro anual de dirigenes de grandes corporações para dividir mercados. No período anterior, Agnelli propôs que discutissem, também, fontes de suprimento de matérias-primas. Como não tinham as informações, encomendaram o estudo sobre o tema ao MIT. Limites para o crescimento era algo impensável na teoria econômia! - e os economistas ainda continuam medindo o mundo pelo tal crescimento do PIB! Daí para apaixonar-me por recursos naturais foi um pulo. E passei a vida trabalhando sobre o tema.

O que você pensa a respeito?